A Importância dos Signos em uma Relação Afetiva

Sabia que a Astrologia influencia a forma como amamos?

Tem duas vertentes nas quais eles influenciam, sendo elas:

  • O seu momento, se está propenso a aceitar melhor esse sentimento e se está com “sorte” nesse aspeto;
  • As caraterísticas da outra pessoa pretendida ou companheiro;

O primeiro ponto você pode ir consultando o seu horóscopo e o da outra pessoa para saber qual será a melhor altura para fazer determinada coisa.

Agora em relação ao segundo, as coisas já são um pouco mais complicadas.

Como já deve saber, as pessoas de determinado signo em muitos casos partilham algumas caraterísticas no seu modo de agir, pensar e sentir.

Tendo isso em mente, você pode se adiantar e saber como a outra pessoa sente e pensa e assim saber melhor como agir de forma a agradar essa pessoa e conseguir impressiona-la também.

Vamos lhe mostrar quais são os traços gerais de cada signo no que diz respeito ao amor e sentimento e assim você já consegue perceber melhor como agir e ter uma ideia se ele é compatível consigo ou não.

Pronto? Vamos lá então…

Áries

Adora seduzir e ser seduzido…

Aquele entusiasmo e tensão de saber o que a outra pessoa está a pensar e se sente o mesmo que ele… Super curioso e muito sonhador.

Touro

São bastante românticos e amam intensamente cada vez que investem numa relação.

Ás vezes podem até ser considerados um pouco possessivos mesmo por causa disso, mas é tudo de forma inocente e sem qualquer bondade.

Também são bastante carinhosos e atenciosos.

Gêmeos

Agem bastante por impulso, tentando viver o presente e não se perderem a pensar no futuro. Precisam apenas de ser chamados a atenção para que surja o interesse.

No entanto são um pouco difíceis e nem sempre têm a maior paciente, sendo até um pouco teimosos, por isso há que saber lidar com eles.

Câncer

Super emotivo, adora amar e ser amado, sendo muito sensível, por isso tenha cuidado com a forma como lida com essa pessoa.

Leão

Gostam de ser o centro das atenções normalmente, de se mostrarem e de serem vistos, o que se pode considerar por vezes vaidade.

No que diz respeito ao amor e sentimento, são um pouco de extremos. Tanto podem amar muito uma pessoa como podem não sentir praticamente nada por outra.

Virgem

Muito pensativos, gostam de ter certezas e odeiam viver na dúvida, evitando bastante mostrar os seus verdadeiros sentimentos, mostrando apenas a pessoas que confia plenamente.

São um pouco inseguros na sua relação, tendo a fidelidade algo em grande estima.

Libra

Normalmente são bastante tolerantes e gostam apenas de estar na sua e de não ser muito incomodados.

Mas podem por vezes ser um pouco instáveis e mudar de humor rapidamente, por isso há que saber lidar com a situação.

Escorpião

Quando amam, amam de verdade, mas quando são traídos de alguma forma, nunca mais esquecem.

Têm a paciência bastante curta por isso nem sempre é fácil lidar com elas.

Sagitário

Animado e agitado. Odeia a rotina, tanto na sua vida como na sua relação, por isso é importante que sempre vá mostrando coisas novas e arranjando novas formas de se surpreenderem ambos.

Capricórnio

Muito teimosos, as coisas têm que ser como eles querem, por isso a outra pessoa tem de aprender a ceder um pouco e aceitar essa personalidade.

Mostre sempre apreço e respeito por ela que vai se sair bem.

Aquário

Odeiam stresses e preferem descartar uma pessoa que lhe traga complicações a ter de passar por elas.

Fora isso, são bastante apaixonados e adoram o romance.

Peixes

Normalmente têm medo de serem traídos e por esse motivo você tem que conquistar bem a sua confiança antes de exigir alguma coisa dessa pessoa.

Após conseguir, é só amor e carinho.

E então, já sabe quais são os signos que combinam mais com a sua personalidade e como você se deve comportar com determinadas pessoas?

Caso precise de uma ajuda “divina” e ache que nunca é demais tentar de tudo para ter sorte no seu relacionamento ou futuro relacionamento, pode sempre tentar algumas simpatias de amor, existindo bastantes e para as mais diversas situações.

Deixe nos comentários a resposta à pergunta acima junto com alguma sugestão ou dúvida com que tenha ficado após ler o artigo.

Texto Ricardo Pereira



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *